Veículos furtados que seriam trocados por droga no Paraguai foram apreendidos pelo DOF na região de Maracaju

Categoria: Geral | Publicado: quinta-feira, julho 4, 2019 as 16:50 | Voltar

Maracaju, 4 de julho – Policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) recuperaram na madrugada desta quinta-feira, dois veículos que seriam levados para o Paraguai e trocados por entorpecente.

As apreensões ocorreram durante abordagem do bloqueio policial para fiscalização no município de Maracaju (MS). Os três veículos, um Fiat Doblò, um Fiat Argo e um Peugeot 2008 seguiam juntos e não obedeceram à ordem de parada dos policiais. Fugiram em alta velocidade. Durante o acompanhamento tático, por cerca de 5 Km, o condutor da Fiat Doblò perdeu o controle de direção e adentrou em uma plantação de milho. O homem abandonou o veículo, fugiu e não foi localizado.

A equipe seguiu em acompanhamento tático por mais 15 Km e abordou o casal que seguia no veículo Fiat Argo branco. O condutor disse que alugou o veículo no Rio de janeiro e foi contratado para fazer o serviço de batedor de estrada, de Campinas (SP) até o Paraguai.

Cerca de mais 5 Km adiante, os policiais localizaram o terceiro veículo atolado, um Peugeot 2008 branco. O condutor, um homem de 37 anos de idade, disse aos policiais que pegou o veículo em São Paulo (SP) e trocaria por droga na cidade paraguaia de Pedro Juan Caballero, e que sabia que o veículo era objeto de Roubo/Furto. Foram encontrados dois pares de placas, um de São Paulo e o outro de Minas Gerais. O homem afirmou que o casal e o condutor que fugiu estavam juntos na ação criminosa.

Durante a checagem dos agregados dos veículos, numeração de chassi e motor, os policiais descobriram que as placas afixadas no Peugeot 2008 pertenciam, na verdade, a um Hyundai HB20 e que havia uma ocorrência de veículo furtado. Já o Fiat Doblò estava com os sinais de identificação adulterados.

A ocorrência foi registrada e entregue na Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron), para os procedimentos de investigação da Polícia Judiciária e os três detidos permanecerão à disposição da Justiça.

Assecom/DOF/Sejusp

Publicado por: Rogerio Fernandes

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.